Momento Espírita
Curitiba, 22 de Novembro de 2017
busca   
no título  |  no texto   
ícone O passe

As pessoas que simpatizam com o Espiritismo e que, eventualmente, frequentam os centros espíritas, ouvem  falar a respeito do passe.

O passe é uma transfusão de energias.

Os Espíritos nos informam que há nos seres vivos uma energia especial, chamada fluido vital, presente na natureza,  absorvida pelos seres orgânicos e responsável por sua vitalidade.

Além do fluído vital, cada um de nós possui um perispírito, isto é, um corpo energético de natureza semimaterial, que serve de ligação entre o Espírito e o corpo físico.

Estruturas muito sutis compõem o perispírito.

Os fluídos espirituais e o fluído vital podem ser transfundidos de uma pessoa para outra.

Todo desequilíbrio somático gera um desequilíbrio psíquico e vice-versa.

O passe visa repor energias, higienizar o perispírito, imprimir harmonia nas relações psíquicas.

É sem dúvida, uma excelente terapia, que dispensa o toque físico, estalos de dedos, respiração ofegante, palavras místicas, defumações.

O paciente necessita querer o auxílio, abrindo o psiquismo para a luz da Espiritualidade Superior e o aplicador de passe precisa saber muito bem o que está realizando.

Por esse motivo, apesar de não ser nenhuma aptidão privilegiada, para transmitir o passe é imprescindível  preparo técnico e emocional.

Conhecida desde a Antiguidade, a técnica da imposição de mãos, muito utilizada por Jesus, recebeu do Espiritismo novas luzes, que nos permitem usufruir melhor todos os seus benefícios.

Não é patrimônio do Espiritismo. Aliás, todas as verdades espíritas são patrimônio da Humanidade, jamais exclusivo dos espíritas.

Contudo, o passe não resolve a essência dos nossos problemas que, via de regra, se encontra no nosso modo de vida. Ele é um medicamento precioso, porém, a cura real só é encontrada pela modificação dos nossos valores e uma consequente alteração nos nossos costumes.

Muita gente chega aos centros espíritas desejando que as terapias espíritas solucionem, por exemplo, problemas financeiros. Certamente o stress oriundo das preocupações financeiras será aliviado pelos recursos espíritas. Mas o problema econômico, em si, só será resolvido pela própria pessoa, agora mais lúcida para encaminhar sua vida.

Às vezes, a pessoa tem dificuldades financeiras simplesmente por gastar mais do que tem. Por isso, o mais importante é conhecer a ótica espiritual da vida e reformular nossas diretrizes de existência a partir dessa nova visão.

De resto, o passe é uma inesgotável fonte de luz porque, em última instância, é o amor de Deus transfundido de criatura para criatura.

*   *   *

O passe pode diminuir a dor de uma pessoa, especificamente nos casos em que a causa da dor é espiritual.

O influxo energético permite um reequilíbrio das funções do corpo espiritual, o que funciona como uma analgesia.

Parte das energias do passe provém dos Espíritos.

A combinação dos fluídos espirituais com o  fluído vital do aplicador de passe revitaliza o paciente.

 

Redação do Momento Espírita.
Em 29.10.2012.

© Copyright - Momento Espírita - 2017 - Todos os direitos reservados - No ar desde 28/03/1998