Momento Espírita
Curitiba, 29 de Março de 2020
busca   
no título  |  no texto   
ícone Nosso legado

Um grande legado, o maior de todos os presentes.

Era uma coleção de mil e oitocentos livros, deixados pela professora de literatura e contadora de histórias Maria Aparecida Zanatta Perez, após a sua morte, em 2008, à sua irmã, também professora, Josepha Perez.

Eram livros de todos os gêneros, além de objetos de arte, na sua maioria, trazidos da Espanha por seus antepassados.

Em 2009, contando setenta e dois anos e partindo desse pecúlio inicial, Josepha criou, em sua própria casa, na cidade de Mandaguari, no Paraná, uma biblioteca e um museu.

Atualmente, a biblioteca conta com um acervo de mais de quatro mil títulos, catalogados e colocados à disposição da comunidade para empréstimo.

A irmã, Maria Aparecida, era grande admiradora dos feitos de São Francisco. Por isso, a fim de homenageá-la, Josepha deu ao espaço o nome de Espaço Cultural São Francisco de Assis.

Iniciativa bem sucedida, o espaço envolve toda a sociedade: as escolas agendam visitas para levar os alunos, que ficam ao ar livre lendo e ouvindo histórias.

Além disso, a professora Josepha e as vizinhas oferecem lanches para que os pequenos se alimentem enquanto aprendem.

Existem ainda outras atividades culturais, como contação de histórias e apresentações teatrais.

A casa da professora, hoje lar de São Francisco, está sempre cheia.

A solidão está longe daqui. O maior presente que recebo é a alegria das crianças, afirma Josepha.

*   *   *

Qual o nosso legado à Humanidade?

Qual a nossa contribuição? Que dons temos colocado à disposição do próximo, nosso irmão?

Deus age no Universo de diversas maneiras. Uma delas é através da obra de Seus filhos.

Em especial as obras de caridade, que nos aproximam uns dos outros e estreitam os laços de amor, vínculo universal que deverá unir todas as criaturas.

Lembremo-nos do Cristo, modelo e guia da Humanidade: O filho do homem não veio para ser servido, mas para servir.

Imitemo-lO.

Não importam as condições materiais e físicas de que desfrutamos, o papel social que desempenhamos, o tempo que possamos dispor.

Com o que temos, com o que somos, podemos mudar histórias, trazer alegria, matar a fome, propiciar conforto, saciar a sede, oferecer consolo, secar lágrimas. Consequentemente, mudar o mundo.

Desse modo, nos tornamos parte do agir de Deus na Terra.

Ao invés de olharmos para o mundo ressaltando as suas tragédias, desigualdades, injustiças, descubramos as oportunidades de sermos úteis.

A cada gesto de boa fé, a cada ato de caridade, transformaremos as reclamações em ações.

E são as boas ações, das menores às maiores, as capazes de transformar o mundo em um lugar melhor.

*   *   *

O bem que façamos, o amor que cultivemos, o perdão que ofereçamos, a fé que semeemos, a justiça que preguemos, a paz que sejamos, os exemplos que multipliquemos: estes são o maior legado que podemos deixar sobre a Terra.

Pensemos nisso.

Redação do Momento Espírita, com base em dados biográficos de Josepha Perez,
colhidos no site
http://redeglobo.globo.com/rpctv/bomexemplomaringa/noticia
/2013/08/josepha-peres-e-segunda-finalista-da-categoria-educacao.html.
Em 6.4.2016.

 

Escute o áudio deste texto

© Copyright - Momento Espírita - 2020 - Todos os direitos reservados - No ar desde 28/03/1998