Momento Espírita
Curitiba, 29 de Março de 2020
busca   
no título  |  no texto   
ícone Exercício de gratidão

O ser humano está sempre a criar expectativas, sonhos e desejos, para um tempo que ainda não chegou.

Esperamos tanto pelo futuro como se fosse ele o único tempo para ser feliz, que nos esquecemos de viver os bons momentos do agora, agradecendo o presente.

Embora agradecer cada meta alcançada, cada sonho conquistado nos pareça simples e fácil, a gratidão é uma escolha pessoal.

Não percebemos ainda que o exercício da gratidão a tudo e a todos, afasta de nós, gradativamente, a insegurança, a angústia e outros sentimentos negativos.

Não nos damos conta que ao exercitarmos a gratidão, desfrutamos de níveis mais elevados de emoções positivas, de satisfação com a vida, de vitalidade e otimismo.

Conforme esclarece a neurociência, a gratidão libera o hormônio que estimula o afeto, proporciona tranquilidade, reduz a ansiedade, o medo e as fobias.

À medida que desenvolvemos essa consciência, percebemos em nós maior facilidade de sintonia com o que é agradável, registrando sempre mais e maiores motivos para vivenciar a gratidão, chegando ao ponto de sermos gratos até pelas lições difíceis que a vida nos oferece.

Como o nosso cérebro não é capaz de registrar, ao mesmo tempo, gratidão e infelicidade, somos nós quem fazemos a escolha.

*   *   *

Não é por falta de termos o que agradecer que haveremos de nos manter infelizes.

Quanta gratidão devemos sentir por Deus, nosso Pai Celestial, que nos criou e nos destinou à perfeição.

Gratidão a Jesus Cristo, nosso irmão, mestre, modelo, guia e amigo de todas as horas, cujos ensinamentos nos apontam o caminho do bem, da perfeição.

Gratidão ao nosso anjo de guarda, que nos protege, ampara e inspira, sempre respeitando nosso livre-arbítrio.

Gratidão aos nossos pais, que nos receberam na presente reencarnação, se esforçaram e se dedicaram ao máximo, para nos oferecer o melhor.

Gratidão à nossa família, esteio de todos nós, que nos ama e sustenta.

Gratidão aos amigos que estão conosco, tanto nas horas boas como nas ruins, dispostos a nos ouvir, ajudar e apoiar.

Gratidão aos professores que, com empenho, dedicação e paciência, nos transmitiram o conhecimento que detinham. Gratidão aos Espíritos superiores, benfeitores da Humanidade terrestre, que trabalham incessantemente por todos nós.

Enfim, gratidão que devemos expressar a cada amanhecer, que representa nova página de oportunidades, no livro de nossa existência.

*   *   *

Nossas conquistas não ocorrem aos saltos, elas se fazem de forma lenta e progressiva.

À medida que nossa consciência vai assimilando conhecimentos a respeito das Leis Divinas, nossa visão interior alcança patamares antes não imaginados e vamos modificando, para melhor, nossa maneira de pensar, sentir, viver e conviver.

Passamos a nos ver como criaturas em crescimento, o mundo como a nossa casa, o próximo como nosso irmão.

Nossos sentimentos, então, abandonam o eu e se ampliam para o nós.

Nossa visão interior se dilata e sentimos a necessidade de abraçarmos a tudo e a todos.

Agradecidos, lucramos em saúde emocional, harmonia íntima, liberação de conflitos.

Acendemos, em nosso interior, uma luz que sinaliza nossa realidade espiritual e mostramos as marcas do céu em nós.

A vida com gratidão é plena de significado.

Pensemos nisso!

Redação do Momento Espírita.
Em 15.9.2018.

 

Escute o áudio deste texto

© Copyright - Momento Espírita - 2020 - Todos os direitos reservados - No ar desde 28/03/1998