Momento Espírita
Curitiba, 25 de Junho de 2021
busca   
no título  |  no texto   
ícone Elogio ao trabalho

Era uma tarde de outono.

A senhora saiu de sua casa para atender compromissos nos arredores do bairro.

Foi ao supermercado comprar os alimentos para sua família, passou na farmácia para adquirir o remédio para o filho e, no retorno, comprou lindas flores para enfeitar seu lar.

Próximo à sua casa, encontrou um trabalhador a varrer as folhas que haviam caído e se acumulavam no chão.

Aproximou-se e, de forma delicada, lhe perguntou:

O senhor tem ideia da importância dessa sua atividade?

Surpreendido, estranhando a pergunta, não imaginando o que poderia resultar da sua resposta, simplesmente levantou os olhos e olhou para a interlocutora.

Ela continuou: Quero lhe agradecer pelo trabalho realizado com tanto capricho e dedicação.

Obrigado por suas palavras gentis - acabou por dizer o servidor público.

A senhora finalizou:

Saiba que nossa cidade fica ainda mais linda quando o senhor realiza seu trabalho. Sou muito grata pelo serviço que presta a todos que moram neste bairro.

Ela retomou o seu caminho e ele a sua atividade. Mas, naquele dia, de forma diferente, mais feliz pelo reconhecimento que aquele elogio lhe trouxera.

*   *   *

Elogiar alguém por um trabalho bem realizado pode ser um grande incentivo para a sua continuidade e melhoria.

Pequenos gestos, como um agradecimento, por exemplo, podem ser realizados por nós.

Nem sempre nos damos conta da importância de algumas atividades, que nos beneficiam. A limpeza das ruas não somente coopera com a higiene, também embeleza a cidade.

E o conjunto de muitas pequenas atividades produzem a harmonia da nossa comunidade, do nosso bairro, da cidade.

Agradecer o trabalho que outras pessoas realizam é um exercício de gratidão e generosidade.

Seria interessante que pudéssemos ficar mais atentos a essas pequenas e importantes atividades e criarmos formas de reconhecimento e valorização para os que as executam.

Agradecer e prestigiar as mãos generosas presentes em nossas vidas.

Todos somos capazes de sermos solidários com o trabalho do outro, cooperando até, a fim de não torná-lo mais duro, mais difícil.

O trabalho é lei divina. Todos devemos trabalhar. Todo trabalho é importante.

Podemos exercer nosso trabalho com alegria. Ele nos engrandece. Podemos nos motivar a fazer o nosso melhor.

Podemos incentivar a realização do bom trabalho alheio.

Através dele, podemos exercitar a colaboração de uns para com os outros, um exercício de solidariedade.

Quiçá, a prática de pequenos gestos de amor em direção do outro.

Na oficina do trabalho, todos os esforços merecem reconhecimento.

A partir de pequenos gestos de gratidão e valorização do trabalho daqueles que convivem conosco, poderemos espalhar a gentileza e contribuir para um mundo mais fraterno.

Adicionemos às nossas vidas a prática do elogio sincero àqueles que trabalham de forma zelosa e diligente.

Dessa forma, estaremos cooperando na construção de virtudes em nós mesmos e em todos à nossa volta.

Redação do Momento Espírita.
Em 1º.5.2021.

 

Escute o áudio deste texto

© Copyright - Momento Espírita - 2021 - Todos os direitos reservados - No ar desde 28/03/1998