Momento Espírita
Curitiba, 21 de Setembro de 2020
busca   
no título  |  no texto   
ícone Você e Deus

Muitas pessoas, assoberbadas com as amarguras do caminho, não desejam mais pensar em Deus.

Asseguram que se Deus existisse não permitiria tanto sofrimento na face da terra.

Outras admitem a existência de Deus, mas estão certas de que ele não interfere na vida dos homens, deixando-os por conta do acaso.

Há, ainda, pessoas que se decepcionaram com os religiosos e por essa razão não querem mais saber de Deus.

São tantos os argumentos e tão distantes da realidade, que o Criador nem leva em conta nossas infantilidades e continua regendo o universo com justiça, amor e misericórdia.

No entanto, se você não acredita em Deus, isso não importa. O importante mesmo é que Deus possa acreditar em você.

Em verdade, você sempre está bem próximo de Deus, fazendo a sua parte para a manutenção da harmonia do universo, mesmo sem se dar conta disso.

E ainda que não queira admitir, existe um vínculo muito estreito entre você e Deus.

Deus é o Criador.

Você, porém, pode colaborar na obra divina, na condição de co-criador.

Deus é o Pai.

Você, todavia, pode tornar-se genitor triunfante, contribuindo para o progresso do espírito em prol de todos.

Deus é o infinito.

Você, sem embargo, pode, na sua finita posição, colaborar em prol da glória da vida nos corações que transitam na dor.

Deus é amor.

Você, entretanto, pode desdobrar os sentimentos e repartir as fortunas da bondade que carrega, entre os necessitados que o cercam.

Deus é a perfeição.

Você, querendo, pode crescer, mediante o serviço nobre, lapidando suas arestas, a fim de refletir-Lhe a grandeza no espelho da sua purificação.

Deus é a verdade.

Você, também, pode disseminar as lições da divina sabedoria, que refulgem no Evangelho de Jesus.

Deus é o poder.

Você, desejando, conseguirá edificar a felicidade em toda parte, quando queira.

Deus é a harmonia.

Você possui, igualmente, as melodias da excelsa beleza na pauta do coração, podendo, também, cantar baladas de esperança e paz em seu nome.

Deus é vida.

Você não pode conceder a vida a ninguém, é certo, no entanto, poderá salvar muitas vidas que perecem por falta de amparo e socorro.

Deus é a causa primeira.

Você o traz dentro do coração. Desate-o e permita que em você a sua presença gere felicidade em derredor.

Pense nisso!

Jesus disse: “vós sois deuses”.

Conduzindo o Pai Criador ao cerne da sua vida, você pode fazer tudo em prol de você mesmo, modificando as paisagens ermas do mundo, a fim de que mais rapidamente se estabeleça o reino dos céus entre os homens.

Pense nisso e faça a sua parte. Porque o Criador, sem dúvida, está fazendo a dele.

Equipe de Redação do Momento Espírita, com base no cap. 1 do livro “Momentos de Decisão”, de Divaldo Franco, pelo Espírito Marco Prisco, ed. LEAL.

© Copyright - Momento Espírita - 2020 - Todos os direitos reservados - No ar desde 28/03/1998