Momento Espírita
Curitiba, 30 de Maio de 2024
busca   
no título  |  no texto   
ícone Luz Inigualável

A História da Humanidade é cheia de grandes vultos.

À frente de seu tempo, eles se sobressaíram por suas teorias e feitos progressistas.

Dentre todos os homens e mulheres notáveis que já pisaram o solo do planeta, Jesus é o maior.

Por vezes se afirma que Seus ensinamentos foram uma espécie de resumo da sabedoria então existente.

Diz-se que outros sábios já haviam sinalizado o que Jesus concluiu.

Ocorre que ninguém jamais enunciou tais verdades da forma como Ele o fez.

Ele soube apresentar com simplicidade e beleza as maiores lições de vida equilibrada e profícua.

E sempre falou com grande autoridade, na medida em que também vivia o que pregava.

Esse é o grande diferencial.

Muitos dissertam lindamente sobre pureza e igualdade.

Mas seu viver deslustra o que pregam, pois envolto em incontáveis vícios.

Jesus falou sobre o amor e a humildade e não receou vivê-los.

Ombreou com os mais sábios do Seu tempo e chegou a confundi-los, pela argúcia das Suas observações.

Mas nem por isso deixou de amar ternamente as crianças e de amparar os pobres enfermos.

Sua palavra se revestia de estranho poder, oriundo de Sua extrema pureza.

Ensinou, viveu e exemplificou o bem.

Nada há em Sua vida que comporte críticas ou pareça impróprio.

Justamente por isso, Jesus é a Luz do mundo.

Enquanto viveu na Terra, ao influxo da Sua presença, vários se converteram e modificaram o próprio comportamento.

Por exemplo, Maria de Magdala.

Inicialmente, uma jovem linda e perturbada, que comercializava sua beleza.

Após o contato com Jesus, retificou completamente seu modo de ser.

Tão radical foi a mudança que coube a ela a glória de anunciar ao mundo a ressurreição do Mestre.

Segundo relatos que merecem fé, concluiu sua vida a cuidar de leprosos, em exemplar dedicação.

Tem-se aí o poder iluminativo e transformador da mensagem cristã.

Essa mensagem não perdeu nada de sua força.

Ela resiste ao tempo, às inovações tecnológicas, ao progresso civilizatório.

Suas verdades simples e profundas continuam com o poder de trazer paz a quem decide vivê-las.

Trata-se de uma opção pela bondade e pela pureza.

Acima de tudo, colocar o respeito à Vontade Divina.

Compreender que Deus é amor e deseja que Seus filhos se amem ternamente.

Essas verdades parecem singelas, mas sua vivência confere uma especial dignidade.

Jesus é a Luz do mundo.

São inúmeros os caminhos que o homem pode trilhar, em seu viver terreno.

Entretanto, somente o indicado pelo Cristo o ornará de luzes para a eternidade.

Pense nisso.

Redação do Momento Espírita.
Disponível no CD Momento Espírita, v. 21 e
no livro Momento Espírita, v. 10, ed. FEP.
Em 13.7.2023.

 

Escute o áudio deste texto

© Copyright - Momento Espírita - 2024 - Todos os direitos reservados - No ar desde 28/03/1998