Momento Espírita
Curitiba, 24 de Abril de 2024
busca   
no título  |  no texto   
ícone Conheça-se

Em que momento você se decidirá olhar no espelho e enxergar além das aparências?

Quando terá tal coragem?

Quando poderá mirar-se, sem julgamentos apressados, superficiais, e perguntar: Quem sou eu? O que quero? O que faço aqui?

Esperará a chegada da dor? Aguardará ter a alma despedaçada?

Manterá as perguntas guardadas até não suportar mais o convívio consigo mesmo ou com os outros?

Por quê?

Por que não agora? Por que não todos os dias, criando um despretensioso hábito de se conhecer melhor?

O Conhece a ti mesmo, do Templo grego de Delfos, tão falado por Sócrates e depois por tantos discípulos e filósofos, não era um adereço, uma peça decorativa esculpida na rocha. Era um mapa.

Exatamente isso: o mapa do sentido da vida, do sentido de tudo.

Conheça-se e tudo fará sentido, desde a mais profunda experiência de dor, passando pelas frustrações dos dias, até as suas mais belas conquistas.

Conheça-se e o outro fará sentido igualmente. O próximo, que aparentemente lhe dificulta a vida, que lhe fere os sentimentos.

Também aquele outro que o salva todos os dias apenas com um sorriso ou um abraço.

Conheça-se e encontre sua essência, sua ligação com a própria Criação - uma Paternidade e uma maternidade além da terrena.

Conheça a si mesmo e se aceite. Perdoe-se em inúmeras situações, mas também se cobre, autorresponsabilize-se, dê-se metas, desafios, para que não caia na perigosa inércia evolutiva.

Jamais ficar parado enquanto tudo cresce, tudo evolui, tudo segue adiante. É quase como andar para trás...

Não tenha medo da experiência iluminativa do autoencontro. Realize-a com paciência, com calma, com carinho. Também com seriedade.

À medida que mergulhar para dentro desse mundo desconhecido, perceberá o quão belo ele é. Belo pois tem natureza divina, e tudo em a natureza é beleza.

À medida que mergulhar em si mesmo, perceberá como tudo se torna mais compreensível, mais claro.

E, embora seja um exercício pessoal, não necessita ser absolutamente solitário. Lembre que está ao lado de outros que empreendem a mesma busca e que, afinal, não são assim tão diferentes de você.

Encontre similitudes, seja empático, olhe para os lados. Encontre amigos, encontre ajuda, seja humilde.

Por vezes, certas estradas da jornada são mais difíceis, então, segure nas mãos de alguém. Por que não?

Ninguém está sozinho nessa empreitada. Estão com você os que o amam aqui na Terra. Estão com você os que do Invisível torcem pela sua vitória.

Está com você o Pai Maior.

Então, me diga: Em que momento você seguirá a viagem para dentro de si?

Coragem, meu amigo! Siga em frente, sem medo. Encontrar-se é encontrar também os dias mais felizes, é encontrar a paz de quem se sente pleno, pois se conhece mais.

Você irá se surpreender a cada dia, pois perceberá o quão grande é, o quanto de potencial dorme aí dentro, esperando apenas um feliz despertar.

Vá em frente. Viaje para dentro. Um caminho sem fim para a beleza e a felicidade.

Redação do Momento Espírita
Em 24.5.2022.

 

Escute o áudio deste texto

© Copyright - Momento Espírita - 2024 - Todos os direitos reservados - No ar desde 28/03/1998