Momento Espírita
Curitiba, 17 de Junho de 2024
busca   
no título  |  no texto   
ícone Minha oração

Minha oração é onde amanheço.

Onde me reconheço no que peço a vós.

Minha oração é feita de asa.

Por vezes feita em brasa, levanto a voz.

Minha oração busca o sublime.

Um pouco de sol que me anime... os passos.

 

Orar é ir à essência.

Do Pai e do filho.

Feliz experiência.

Para a alma sem brilho

Que quer algum luar.

 

Orar com paciência.

Pois quem espera sabe ouvir.

Conselho, consciência.

Que nos diz para onde ir.

E que abraça sem julgar.

 

Minha oração é onde amanheço.

E onde me despeço da noite e do breu.

Minha oração é feita de abraço.

*   *   *

O indivíduo é sempre o resultado dos pensamentos que elabora, que acolhe e que emite.

O pessimista se autodestrói, enquanto o otimista se autossustenta.

Aquele que acredita nas próprias possibilidades as desenvolve, aprimora e delas se serve, com segurança.

Aquele que duvida de si mesmo e dos próprios recursos, envolvendo-se em psicosfera perturbadora, desarranja os centros de força e se exaure, especialmente quando enfermo.

A mente que se vincula à oração, se ilumina sem desprender vitalidade. Ao contrário, mais se fortalece e expande a claridade que possui.

A alma em oração adquire resistências no campo de suas energias, conquista forças indispensáveis para a manutenção dos equipamentos nervosos funcionais da mente e do corpo.

A oração revigora, a oração acalma, evitando os pensamentos viciosos e as ações impensadas que quase sempre trazem consequências infelizes.

A oração sustenta, abre possibilidades, abre horizontes novos de inspiração, de observação e sensibilidade.

A oração cura o outro, pois a rogativa sincera se faz bálsamo suave no ser que a recebe.

Também a nós mesmos, pois quem acende uma candeia se ilumina por inteiro quase sem querer.

A oração esclarece, pois quando o ser apresenta o que vai no íntimo profundo, se mostra como é, mostra seus valores e assim lança luz, sobre as áreas escuras da personalidade.

A oração é uma conexão do Espírito com sua essência e, por isso, a mais bela forma de contato com Deus.

Orar é se perceber frágil, em construção, humilde. Ao mesmo tempo, se sentir forte, vivo, pertencente a um Universo grandioso e mergulhado em amor infinito.

Quem tem o hábito de orar e ora do fundo do coração, permanece mais tempo nas sintonias benfazejas, nos pensamentos elevados que, de muitas formas, vão purificando os hábitos mentais, a própria criatura.

Quem ora está habitando o mundo de dentro e não apenas o de fora.

Quem ora encontra forças para prosseguir na marcha, não importa a gravidade da batalha ou a delonga da guerra.

Quem ora se prepara melhor para agir, pois entende que tem na prece um manancial de equilíbrio e sabedoria que o faz melhor nas ações.

*   *   *

Minha oração é onde amanheço.

Onde me reconheço e também o meu irmão.

Em minha oração eu vos agradeço.

Pelo primeiro parto,

Pelo diário prato,

E pela constante consolação.

 

Redação do Momento Espírita, com base no poema Minha Oração, de
Andrey Cecheler  e no cap. 12, do livro
Momentos Enriquecedores,
pelo Espírito Joanna de Ângelis, psicografia de Divaldo Pereira Franco,
ed. LEAL.
Em 18.10.2022
.

 

Escute o áudio deste texto

© Copyright - Momento Espírita - 2024 - Todos os direitos reservados - No ar desde 28/03/1998