Momento Espírita
Curitiba, 17 de Junho de 2024
busca   
no título  |  no texto   
ícone Fique um pouco mais

Hoje, especialmente hoje, quero lhe fazer um pedido.

Pode não ser muito fácil, dependendo de como esteja a sua vida e das resoluções que já tomou, mas, peço que confie em mim.

Eis o que desejo lhe pedir: fique um pouco mais.

Apenas isto: fique um pouco mais.

Não desista de tudo, assim, antes do fim. Não desista da história antes de chegar às últimas páginas do livro.

Muitas vezes, o final elaborado pelo autor nos surpreende.

Você pode dizer que já sabe o final, que sabe muito bem onde isso vai dar, mas posso lhe garantir que o Universo nos surpreende a cada instante.

Sabemos tão pouco da vida... Sabemos tão pouco dos acontecimentos. E ainda, conhecemos tão pouco de nós mesmos.

Por isso, fique um pouco mais e dê a você e à vida mais uma chance.

O filme está cansativo, as costas doem e você quer deixar a sala de cinema antes dos créditos, antes de saber como tudo termina.

Confie em mim: vale a pena cada minuto sentado ali. Vale a pena cada esforço que você fizer para suportar.

Não subestime a existência. Não subestime a Inteligência Divina. Você não está aqui por um acidente da natureza. Aliás, não existem acidentes na natureza. Tudo está como deveria estar.

Você não precisa passar por isso tão sozinho, sem dúvida. Peça ajuda. Você não imagina a quantidade de pessoas que ficaria muito feliz em poder ajudá-lo.

Pedir ajuda não é sinônimo de fraqueza. Pelo contrário, é sinônimo de inteligência, perspicácia.

O mundo de hoje nos exige demais. Os valores estão confusos. A informação abundante nos deixa tontos.

Parece que tudo acontece mais rapidamente do que podemos acompanhar.

Você não precisa lidar com isso sozinho. Ninguém precisa.

E o primeiro pedido de ajuda está na oração sincera. Ore a Deus. Ore ao seu Espírito protetor pedindo luz para iluminar tantas sombras.

Ore por força, por clareza, por equilíbrio e verá que, conforme esse hábito se instalar em sua vida, naturalmente as coisas começarão a se organizar.

Primeiro, será dentro de você. Depois, ao seu redor, do lado de fora.

Busque espiritualizar-se. A vida essencialmente materialista é sufocante. Realmente, não há como suportar.

Busque um sentido maior. Busque conhecer-se. Busque atividades que promovam a serenidade da alma.

Comece a meditar. Pouco tempo por dia, cinco minutos que seja, mas comece.

Fale com as pessoas sobre como você se sente. Não guarde os sentimentos sombrios, as dúvidas e os conflitos só para você.

Se por acaso não conseguir dividir isso com os mais próximos, procure auxílio profissional. Precisamos nos abrir, precisamos colocar certos fantasmas para fora sem temor, sem vergonha e enfrentá-los com tranquilidade.

Desconecte-se um pouco das notícias, das mídias sociais e dessa necessidade de saber de tudo e de todos, a todo instante.

Aproxime-se da natureza. Perceba quanta beleza existe aí, à sua volta, em seu bairro, em sua cidade, em sua casa.

Mas, antes de tudo isso, volto ao meu pedido inicial, um pedido simples e respeitoso:

Fique um pouco mais. Não vá tão cedo. Dê à vida mais uma chance. Vai valer a pena.

Redação do Momento Espírita
Em 26.2.2024.

 

Escute o áudio deste texto

© Copyright - Momento Espírita - 2024 - Todos os direitos reservados - No ar desde 28/03/1998