Momento Espírita
Curitiba, 17 de Junho de 2024
busca   
no título  |  no texto   
ícone Só por hoje

Há algum tempo, os Alcoólicos Anônimos distribuíam um folheto para aqueles que buscavam a instituição, com o desejo de vencer a luta contra o álcool.

O folheto trazia uma mensagem intitulada Só por hoje, e pode servir de roteiro para muitos de nós:

Só por hoje, procurarei viver o dia que passa, sem tentar resolver todos os problemas da minha vida inteira.

Por doze horas, apenas, poderei executar qualquer coisa que me encheria de pavor se tivesse de realizá-la pelo resto da minha vida.

Só por hoje, me sentirei feliz. Farei verdadeira aquela frase de Abraham Lincoln: "Muita gente se sente feliz só porque se convence de que o é."

Só por hoje, procurarei fortalecer minha inteligência. Aprenderei qualquer coisa de útil. Lerei qualquer coisa que exija esforço, pensamento e concentração.

Só por hoje, procurarei me ajustar aos fatos, em vez de tentar ajustar tudo que existe aos meus próprios desejos.

Só por hoje, exercitarei minha alma de três maneiras: fazer um benefício a alguém, sem contá-lo a quem quer que seja.

Farei pelo menos duas coisas que não desejava fazer, só por exercício. E hoje, se alguma coisa me magoar, não revelarei a ninguém.

Só por hoje, procurarei mostrar a melhor aparência possível, vestir-me bem, falar baixo e agir delicadamente. Não farei críticas ou tentarei corrigir, nem dar ordens a ninguém, a não ser a mim mesmo.

Só por hoje, estabelecerei um programa de ação. É possível que eu não o siga à risca, mas tentarei. Vou me livrar de duas pragas: a pressa e a indecisão.

Só por hoje, dedicarei uma meia hora, a mim próprio, para fazer silêncio e repouso. Durante essa meia hora procurarei divisar uma perspectiva mais clara de minha vida.

Só por hoje, não hei de ter medo. Especialmente, não hei de ter medo de apreciar a beleza e de acreditar que aquilo que eu der ao mundo, o mundo me devolverá.

*   *   *

Sem dúvida a mensagem traz diretrizes que podem ajudar a todos os que pretendemos corrigir o passo e não sabemos por onde começar.

Ainda que essas atitudes sejam tomadas apenas por um dia, é um bom começo. E o importante é começar. É dar o primeiro passo.

Se acreditarmos difícil realizar todas as metas estabelecidas, num só dia, escolhamos uma delas para cada dia e procuremos cumpri-la.

Se julgarmos que devemos estabelecer outras metas diferentes, façamos isso. Mas comecemos hoje.

E se nos vier à mente a ideia de que falta tempo, estabeleçamos, como primeira meta, disciplinar o nosso tempo.

Consideremos que tempo é questão de escolha. Verifiquemos o que temos feito das horas e perceberemos que podemos ajustar uns minutos para a construção de nossa paz íntima.

Merecemos nos dar essa chance.

Tentemos! Ainda que seja... só por hoje.

*   *   *

Todas as grandes conquistas realizadas na vida dependeram de um primeiro passo, de uma ideia inicial.

Os grandes e nobres vultos da Humanidade, antes de serem percebidos no topo da montanha, precisaram dar o seu primeiro passo.

Dessa forma, se desejamos construir uma realidade melhor para nossa vida, tracemos metas, elaboremos um programa de ação e comecemos ainda hoje.

Redação do Momento Espírita, com base em artigo
 de
Seleções Reader's Digest, de fevereiro de 1954.
Disponível no livro Momento Espírita, v. 2, ed. FEP.
Em 17.11.2021.

 

Escute o áudio deste texto

© Copyright - Momento Espírita - 2024 - Todos os direitos reservados - No ar desde 28/03/1998